Caso Saltinho: Sobrevivente deixa hospital

Saltinho – Recebeu alta na manhã desta quinta-feira (9) a sobrevivente do crime em Saltinho, Margarete Bortoli. A informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Regional de São Miguel do Oeste, onde ela estava internada desde a quinta-feira (2), depois de ter passado pela Unidade de Saúde de Saltinho e por atendimentos médicos em Campo Erê.

Mesmo saído do coma nesta semana e recebido alta, Margarete, 23 anos, só deve ser ouvida pela Polícia Civil, que investiga o caso através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São Lourenço do Oeste, quando apresentar condições psicológicas para isso, o que não deve ocorrer nesta semana.

Com o laudo cadavérico de sua irmã, Silvane Bortoli, em mãos, a investigação aguarda também a conclusão do laudo do Instituto Geral de Perícia (IGP), que aponta a cena do crime – uma peça fundamental para tentar elucidar o caso. “Inclusive foi solicitado que ele seja apressado na medida do possível”, explica o investigador Demóstenes Menin. Enquanto isso, testemunhas estão sendo ouvidas na intenção de reunir o maior número de informações possíveis. A hipótese de crime passional continua sendo a principal linha de investigação

Lembre o caso:

Por volta das 8h de quinta-feira (2), a Polícia Militar foi comunicada de que havia uma pessoa morta e duas pessoas com ferimentos graves, em uma residência na Linha Nova, interior de Saltinho. A PM foi acionada por um homem de 22 anos. Ele chegou na residência e encontrou as duas irmãs (uma morta e outra ferida) e o cunhado ferido.

Margarete ainda estava viva e pedia por socorro. O homem, então, a levou até a Unidade de Saúde de Saltinho. Ainda na casa, o homem encontrou Silvane já morta com um ferimento na cabeça. Ela estava na sala da residência. A jovem morava em Chapecó e passava férias na casa da família em Saltinho.

Já no quarto, estava Vanderlei, marido de Margarete. Como ele ainda estava com vida, o Corpo de Bombeiros o levou ao hospital. Após, ele foi transferido para São Miguel do Oeste onde morreu por volta das 5h de sexta-feira (3). A única arma encontrada no local do crime foi um revólver calibre 32.

Imagem

Fonte: RedeComSC

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s